Relacionamentos




Eles podem complicar muito a vida de alguém........



NOME



O sobrenome dos filhos por exemplo......




Prá evitar acidentes

O Spotify está testando uma assistente virtual para motoristas. Eles anunciaram que vão lançar um equipamento em que os condutores poderão controlar o aplicativo por voz. Batizado de Car Thing. 


O "Car Thing" foi desenvolvido apenas para testes (Foto: Divulgação / Spotify)


Ele vai ser conectado a tomada de 12V e pareado com o smartphone via Bluetooth. Prá ativar é simples, basta dizer “Ei, Spotify”e pronto. Além disso ele terá uma tela para exibir informações e botões de atalhos. Por enquanto só um pequeno grupo de usuários com conta premium do serviço nos Estados Unidos tiveram acesso ao Car Thing. No seu site o Spotify explicou que o Car Thing foi desenvolvido só prá entender como os usuários consomem músicas e que não há nenhum plano de mudança dos estilo e nem de colocar o Car Thing no mercado. Aí voc~e para e pensa : Prá quê fazer a gente passar vontade então ? 



Bateu recorde


O que tem de especial nesse quadro, além do fato dele ser do pintor Claude Monet e ter sido pintado em 1890 ?


'Meules', de Claude Monet  — Foto: Reprodução / Sotheby’s


Bom, tem que ele é o novo recorde do artista em leilões de obras de arte. O nome que Monet deu ao quadro é  "Meules". A tela foi vendida por mais de US$ 110 milhões em um leilão realizado na Sotheby's, em Nova York. Inicialmente ela foi avaliada por especialistas por mais ou menos US$ 55 milhões. Em poucos segundos esse valor foi superado depois do leilão começar. 8 minutos depois "Meules" alcançou o preço final de US$ 97 milhões, o que leva o preço a US$ 110,7 milhões , que é o dobro do que estimavam depois de colocarem impostos e comissões. Esse mesmo quadro foi vendido em 1986 em outra casa famosa de leilões, a Christie's, também de Nova York, só que naquela época ele foi arrematado por 44 vezes menos desse valor, ou seja, o comprador da época que hoje se tornou o vendedor, ganhou em 30 anos quase US$ 50 milhões. Só prá vocês terem uma idéia, o primeiro comprador do quadro, que era de Chicago, só identificado como família Palmer , pagou US$ 1.000 diretamente do representante de Monet. Mas isso em 1890.