2 anos depois......

Dois anos atrás, a Microsoft colocou um centro de dados no fundo do mar na costa de Orkney, um arquipélago no norte da Escócia, para fazer um experimento radical. 


Agora esse centro de dados foi recuperado e os pesquisadores da Microsoft irão avaliar como tem sido o desempenho durante esse tempo e o que podem aprender com ele sobre eficiência energética. A primeira conclusão deles é que o cilindro forrado de servidores teve uma taxa de falha menor do que um centro de dados convencional. Quando o contêiner foi retirado do fundo do mar, a cerca de 800 metros da costa, após ser colocado lá em 2018, só oito dos 855 servidores a bordo falharam. Segundo a Microsoft isso é um bom índice quando comparado com um centro de dados convencional. 



A idéia é que esse projeto pode ser uma opção para organizações que enfrentarem um desastre natural ou um ataque terrorista por exemplo. Você pode efetivamente mover seus servidores para um local mais seguro sem ter todos os custos gigantescos de infraestrutura , de construir um edifício e etc. É aguardar prá ver o resultado. 


Coisas da China

A ponte (Alguns a chamam lá de passarela) tem 526,14 metros de extensão, com fundo de vidro e fica localizada na área das Três Gargantas de Huangchuan, na China. 





Ela ganhou o nome de Deck, e agora depois da inauguração passou a ser a mais longa do mundo. Ela fica a 201 metros acima do rio Lianjiang. O deck é de 8,8 metros de largura. mas o fundo de vidro não é algo comum não, as três camadas de vidro laminado temperado de 4,5 centímetros de espessura forradas com aço compõem a parte de vidro da passarela que tem capacidade para 500 pessoas de uma vez. 




Adeus perfeccionismo

 Se você é perfeccionista, então essas fotos abaixo vão fazer você perder o sono...